Aquidauana: Ponte Velha poderá ganhar semáforo para disciplinar o trânsito

01/11/2023 - Por: ASCOM - Visitas: 765

Compartilhe:

Na Sessão Legislativa realizada na noite de ontem, 31, no Plenário Estevão Alves Corrêa, o vereador Marquinhos Taxista tendo em vista as obras de reforma e reestruturação da Ponte Roldão de Oliveira, que liga a área urbana de Aquidauana à cidade de Anastácio, apresentou indicação que será encaminhada ao Secretário Municipal de Planejamento, Urbanismo e Obras Públicas, Ronaldo Ângelo, com cópia ao Diretor do Departamento Municipal de Trânsito, Flávio Gomes da Silva Filho, para que seja estudado a possibilidade de implantação de um semáforo no acesso a ponte para disciplinar o trânsito.

A Ponte Velha Roldão de Oliveira, sob o rio Aquidauana é considerado um cartão postal de Aquidauana e Anastácio no contexto da Igreja Matriz Nossa Senhora Imaculada Conceição e contribui em dar fluidez ao tráfego de veículos de passeio desafogando o trânsito na rua Teodoro Rondon (Ponte Nova Antônio Trindade).

O vereador ressalta que a ponte velha que neste momento está interditada para reforma só permite a passagem de veículos de pequeno porte e carros de passeio, além de motocicletas e bicicletas.

Em sua justificativa, o vereador Marquinhos Taxista explica que sua reivindicação tem por objetivo solucionar o problema de congestionamento que frequentemente acontece na referida ponte, principalmente em horários de pico. “A ponte quase centenária só permite a passagem de um veiculo por vez e depende do bom senso dos motoristas em aguardar finalizar o fluxo para iniciar a travessia”.

Em alguns casos, o condutor de moto ou mesmo carro, acelera para passar mais rápido, fato que tem provocado acidentes, inclusive com tombamento de veículos no rodeiro, que era de madeira e neste momento está sendo substituído por chapas de aço.

Por conta destes fatos, a instalação de um semáforo nas duas cabeceiras da ponte pode trazer melhorias para todos. “O conjunto semafórico ajudaria a organizar o trânsito na ponte, para que cada lado seja liberado no tempo programado permitindo a travessia com segurança e disciplina”, frisou Marquinhos Taxista, que aguarda uma resposta positiva ao pleito que atende interesses da coletividade.