Kastanha sugere a reativação do aterro sanitário do município de Aquidauana

03/03/2023 - Por: ASCOM - Visitas: 2338

Compartilhe:

Além disso, ele sugere a realização de curso para operadores de máquinas pesadas e implantação de câmeras de monitoramento nas escolas e creches

Estudos visando a reativação do aterro sanitário do município de Aquidauana foram sugeridos pelo vereador Reinaldo Kastanha (União Brasil), vice-presidente da Casa de Leis, ao prefeito Odilon Ribeiro (PSDB), com cópia ao secretário municipal de Planejamento, Urbanismo e Obras Públicas, Ronaldo Ângelo, e ao secretário municipal de Meio Ambiente, Wanderley dos Santos Mariano por meio de Indicação apresentada em plenário.

O parlamentar sugere a adoção desse projeto com base nas  normas atuais de funcionamento de um aterro,  vez que são gastos valores acima do recolhido com a taxa de lixo.

Segundo ele, o município tem  que entrar com uma contrapartida para promover o  recolhimento de mais de 800 toneladas de lixo por mês, ou seja,  do  município para outro aterro sanitário instalado em outra cidade.

Outra  sugestão do parlamentar ao Executivo Municipal se refere a disponibilidade de maquinaria, tais como:  escavadeira hidráulica e patrola moto niveladora para contribuir  na realização  de um curso destinado a  operadores com a parceria do Sindicato Rural de Aquidauana e Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul).

A medida, conforme esclarece, visa capacitar os colaboradores e  dar  opção àqueles que procuram uma oportunidade de emprego.

Kastanha informa, que fez o encaminhamento ao prefeito, Sindicato Rural, Famasul e  a secretaria responsável para realização do curso gratuitamente.

E por último, o vereador sugere ainda ao executivo estudos visando a implantação de câmeras para vídeomonitoramento de segurança nas dependências das escolas e creches do município.

Para o vereador, os equipamentos não têm o intuito de interferir no trabalho do professor em sala de aula, porém, combater episódios de violência física e verbal no ambiente escolar  a fim de garantir  a segurança dos alunos, professores, funcionários, além da preservação patrimonial.

De acordo com o parlamentar , a justificativa também destaca uma pesquisa sobre violência nas escolas brasileiras que aponta que 50% dos episódios ocorrem nas salas de aula e nos pátios.

Ele espera que essas medidas possam ser analisadas com carinho a fim de atender interesses da coletividade aquidauanense, assim como, no processo de capacitação de funcionários do setor de máquinas pesadas e também na segurança das escolas municipais.