Wezer manifestou preocupação com o possível remanejamento do curso de Turismo

07/06/2013 - Por: ASCOM - Iramar Ferreira - MTB.804/MS - Visitas: 891

Compartilhe:

O vereador Wezer Lucarelli (PDT), na Sessão Ordinária da última terça-feira (04), manifestou a sua preocupação em relação à possibilidade de remanejamento do curso de Turismo da UFMS, Campus de Aquidauana,  para a Capital do Estado, conforme informou os próprios acadêmicos.

Caso isso  aconteça, explicou o parlamentar,  os acadêmicos terão muitos prejuízos como, por exemplo, moradia, locomoção, transporte, etc.  “Aquidauana está localizada no eixo turístico, rico em biodiversidades,  ideais  para estudos nessa área”, afirmou.

Conforme informou, o curso funciona  cerca de 10 anos, com média de 45 alunos, a maioria oriundos de outros municípios a  procura de  uma melhor formação para o mercado de trabalho. Além disso, acrescentou, o curso por ser bastante teórico, o acadêmico estuda os fundamentos de administração, contabilidade, marketing e, também, idiomas  (principalmente inglês e espanhol).

“A partir do segundo ano, o curso começa a percorrer um caminho mais prático – ou seja, o acadêmico estuda direito, gestão prática e fundamentos de hotelaria, como: logística geral, recepção, gestão de alimentos e bebidas; manutenção física e recreação”, explicou.

Em razão disso, o vereador, por meio de uma Moção de Apoio, apresentada e aprovada na Sessão Ordinária da última terça-feira (04), e encaminhada aos acadêmicos do curso de Turismo,   pede a sua permanência em Aquidauana.

O parlamentar, que  recebeu o aval dos demais vereadores, pediu o comprometimento da sociedade e da imprensa nessa luta. Além disso, ele sugeriu que esse assunto seja levado à discussão no âmbito da própria UFMS com envolvimento da direção, acadêmicos e professores, que, inclusive, estiverem presente  à sessão passada ,os quais receberam o apoio da presidente da Casa, vereadora Luzia Cunha (PT), como também dos demais pares.