Moção de repúdio é aprovada por vereadores do legislativo de Aquidauana

02/05/2024 - Por: ASCOM - Visitas: 282

Compartilhe:

Na Sessão Legislativa da última terça-feira (30) no Plenário Estevão Alves Corrêa da Câmara Municipal de Aquidauana o vereador Valter Neves apresentou Moção de Repúdio pelo comportamento do atual Secretário Especial de Saúde Indígena- SESAI Ricardo Weibe Nascimento Costa, com copia a ser encaminhada a Ministra de Estado de Saúde Nísia Verônica Trindade Lima e para a Joênia Wapichana, presidente da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (FUNAI).

Na justificativa o vereador Valter Neves diz ser direito do cidadão ser recebido adequadamente por representantes de órgãos públicos ao buscar o atendimento de suas demandas e que recentemente, no mês de Abril do corrente ano, vereadores desta casa legislativa dirigiram-se à SESAI, em Brasília, com o objetivo de entregar  ofício nº 006/2024, para solicitar implantação de programa abrangente sobre o diabetes dentro das comunidades indígenas no município de Aquidauana-MS, portanto, buscando soluções para questões pertinentes à comunidade;

O Poder Legislativo de Aquidauana através desta Moção de Repudio lamenta que o Secretário Especial de Saúde Indígena Ricardo Weibe Nascimento Costa não recebeu pessoalmente os vereadores, enviando apenas assessores para tal fim, e nem sequer foram convidados a entrar na sala, resultando em um atendimento inadequado e desrespeitoso.

Que, além disso, foi observado que os referidos vereadores foram atendidos nos corredores, demonstrando falta de protocolo e devido respeito às autoridades eleitas pelo povo; sendo o ofício entregue com uma simples assinatura, sem nenhum carimbo protocolar que pudesse comprovar a entrega oficial do documento. “Tal atitude configura uma clara negligência no dever de atender e representar adequadamente os interesses da comunidade através do cargo que ora ocupa”, enfatiza o parlamentar Valter Neves.

Portanto, esta Casa Legislativa de Aquidauana manifesta veemente REPÚDIO ao tratamento dispensado aos vereadores por parte da direção da SESAI, exigindo que sejam tomadas medidas imediatas para corrigir tais práticas e assegurar um atendimento digno e respeitoso a todos os que buscam os serviços públicos.

A Moção de Repudio foi apresentada em plenário, discutida pelos vereadores e aprovada por unanimidade pelos parlamentares presentes na sessão, devendo agora ser encaminhada as autoridades competentes para as providências que o caso requer.