Medida prevê  a inclusão de prática psicológicas e terapêutica na equoterapia

15/05/2024 - Por: ASCOM - Visitas: 105

Compartilhe:

Estudos visando a inclusão no projeto de equoterapia o atendimento de modalidades de prática psicológicas e terapêutica complementar foram sugeridos pelo vereador Reinaldo Kastanha (PSDB) ao prefeito Odilon Ribeiro (PSDB), com cópia à secretária municipal de Saúde, Patrícia Panachuck, por meio de Indicação apresentada em plenário.

A medida, conforme justificativa do parlamentar, tem por objetivo acompanhar e agregar cada vez mais um atendimento de qualidade a população.

A Câmara dos Deputados, comenta o vereador, aprovou na terça-feira (7/5/2024), o projeto de lei que inclui equoterapia entre as modalidades de prática terapêutica complementar no Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo ele informa, a futura lei entrará em vigor depois de 180 dias de sua publicação e o Ministério da Saúde terá 60 dias para regulamentar a proposição.

Ele espera que essa medida possa ser analisada com racionalidade e futuramente deliberada a fim de atender o interesse público.