Estudos técnicos para sanar problemas de drenagem em ruas de Aquidauana

22/02/2024 - Por: ASCOM - Visitas: 1329

Compartilhe:

Durante Sessão Legislativa realizada na última terça-feira (20) no Plenário Estevão Alves Corrêa o vereador Valter Neves encaminhou expediente ao Ronaldo Ângelo - Secretário Municipal de Planejamento, Urbanismo e Obras Públicas, com cópia ao prefeito Odilon Ribeiro no sentido de viabilizar estudos técnicos para sanar problemas de drenagem nas ruas Duque de Caxias, imediações da Assis Ribeiro e Ferroviários.

Em sua justificativa, o vereador Valter Neves diz ser do conhecimento de todos que diversas residências foram alagadas devido à forte chuva ocorrida no dia 29 de dezembro, que variou de 155 a 180 milímetros.

A água invadiu rapidamente as residências, e seus moradores atônitos presenciaram a perda de móveis, bens pessoais, roupas, documentos e gêneros alimentícios. “Um idoso precisou ser resgatado às pressas do quarto, devido à força da água e o alagamento”, detalhou Valter Neves.

Segundo o parlamentar, infelizmente, não é a primeira vez que os munícipes têm enfrentado essa situação e ações precisam ser priorizadas para amenizar o problema de drenagem nesta importante região da cidade. “Sugerimos que seja feito um estudo técnico e com a possibilidade de instalação de boca de dragão nas imediações”, reivindicou o vereador.

E equipes do Executivo Municipal já estiveram nos locais afetados e também houve   agenda junto com o Governador do Estado Eduardo Riedel, na qual foi feita a apresentação de um projeto de macrodrenagem para minimizar transtornos com a enxurrada e, também, evitar futuros alagamentos, como o que aconteceu no final do ano passado. “Participei desta reunião com o governador Riedel e acredito que a reivindicação está na pauta de prioridade do Governo do Estado de MS e aguardamos o máximo empenho do Executivo Municipal no sentido de solucionar o problema de drenagem na região citada, pois o rastro de prejuízo é enorme.

Prejuízo emocional, físico e financeiro causados às famílias são de fato enormes; e já não suportam mais passar por esses transtornos anualmente, sendo que alguns já não compram mais mobília, em razão de que perdem tudo devido às constantes enchentes. “Que possamos garantir aos munícipes um viver mais digno, sem maiores sobressaltos junto com sua família”, finalizou Valter Neves.