Projeto institui Corredores Turísticos no Distrito de Camisão

14/09/2023 - Por: ASCOM - Visitas: 1400

Compartilhe:

Projeto de Lei, de autoria do vereador Humberto Torres (PSDB), que institui "Corredores Turísticos no Distrito de Camisão”, município de Aquidauana, como elemento de estruturação e de padronização do espaço turístico e reconhece as atrações, pontos turísticos do local, foi lido em Sessão Legislativa.

Conforme justificativa do parlamentar, a proposta  consiste no elemento de estruturação do sistema turístico por corresponderem às vias de conexão entre os centros e os atrativos; locais de origem e de destino dos turistas, sendo uma das principais maneiras de difundir a cultura, mostrar as belezas naturais e movimentar a economia do município.

De acordo com ele, no distrito de Camisão não é diferente, pois o turismo é uma peça-chave para o desenvolvimento cultural e de negócios.

“Os corredores turísticos aproveitam as características naturais, sociais e culturais de cada local onde é implantado. Portanto, mantém as suas especificidades rurais, tais como: reservas naturais, paisagem, características culturais, comidas típicas, arquitetura tradicional, dentre outros”, explica.

Para o vereador, eles carregam em si uma extraordinária força econômica, pois proporciona divisas para a região, o que gera um impacto positivo na economia local e ainda pode contribuir de maneira singular para a preservação do meio ambiente e melhorias na qualidade de vida da população do distrito.

“As pousadas, os restaurantes típicos, as vendas diretas do produtor, o artesanato, a industrialização caseira e outras atividades de lazer associadas à recuperação de um estilo de vida dos moradores do campo estão em evidencia neste corredor”,  afirma.

O vereador entende que se  faz necessário ainda render  homenagens aos que colaboraram para que a realização projeto de lei: a Aecopaxixi – Associação dos Empreendimentos do Corredor Turístico Paxixi/Camisão/MS, bem como, a diretoria, associados, e em especial ao Dr. Vandir José Aniceto de Lima, advogado, militante nesta comarca, proprietário de empreendimento turístico do distrito e  colaborador do referido projeto.

O projeto segue às Comissões Permanentes da Casa de Leis a fim de ser analisado a legalidade e constitucionalidade da matéria antes de ir ao plenário para discussão e votação.