Projeto dispõe sobre a denominação do Monumento da Bíblia Pastor João Eustáquio Filho

21/10/2021 - Por: ASCOM - Iramar Ferreira - MTB.804/MS - Visitas: 219

Compartilhe:

O projeto de lei, de autoria do vereador Anderson Meireles (MDB), que dispõe sobre a denominação do “Monumento da Bíblia Pastor João Eustáquio Filho” localizado na Praça dos Estudantes, foi apresentado e lido pelo autor em Sessão Legislativa.

Conforme revela o parlamentar, João Eustáquio converteu-se ao evangelho no ano de 1968, logo após dar baixa do serviço militar. No entanto, nessa época, de  sentinela, ouvia os hinos cantados na Igreja do Evangelho Quadrangular, que era mais conhecida como “A Cruzada”.

A partir daí, acrescenta, a semente da conversão foi plantada em seu coração. Conheceu e namorou sua companheira na vida e na obra de Deus, Eronice Dos Santos Eustáquio, com quem contraiu matrimônio em 06 de fevereiro de 1971.

Segundo Meireles, sua conversão e batismo nas águas aconteceu na Igreja do Evangelho Quadrangular onde, primeiramente, participou do grupo de Diáconos da Igreja e depois, por causa do talento musical, entrou para o grupo de Louvor da Igreja.

Eustáquio, lembra, começou os estudos de teologia. Ao terminá-lo seria necessário um período de dois anos como aspirante a pastor, de acordo com o estatuto da igreja em voga à época.

Em 1989, conta,  chegou com a família ao distrito de Camisão, cuja localidade começou  a pregar a palavra de Deus no ponto de ônibus.

Foram dias de lutas e perseguições, mas após dois  anos conseguiram adquirir um templo de madeira comprado do antigo Ministério Luz Divina.

Depois disso, com recursos próprios e ajuda de alguns irmãos, construíram um templo de alvenaria . Foram sete anos dedicados à obra do senhor naquele distrito com destaque para o trabalho com os jovens junto à sua filha Cíntia. “Apesar de tantas dificuldades, muitas almas foram convertidas e dessas alguns são pastores e músicos atuantes na obra”, resume.

O parlamentar revela ainda, que em 1996 o pastor  voltou à  Igreja do Evangelho Quadrangular Sede onde ficou por dois  anos. Logo depois, assumiu a IEQ da Vila Pinheiro. Em seguida, a  IEQ do bairro  Nova Aquidauana. Em 1998, após a perda da sua filha em um acidente, assumiu a 4ª Igreja do Evangelho Quadrangular, no Bairro Alto, onde ficou por 14 anos.

“Depois de 45 anos servindo a Deus no Ministério Quadrangular pela orientação do espirito santo e debaixo da benção do superintendente deixou o Ministério IEQ para dar origem ao Ministério Comunidade Evangélica Paz na Terra”, completa.

De acorro com ele, em  2013 nascia a Comunidade Evangélica Paz na Terra, em um templo alugado no bairro Alto onde permaneceu até 2015.

Depois a sede do Ministério foi transferida para a varanda da residência no Bairro da Serraria. Em  2016, após encerrar as atividades da oficina mecânica (o mesmo nunca sobreviveu da obra, ao contrário, sempre trabalhou para investir na obra) um templo foi levantado no antigo galpão onde permanece até o presente.

“Foram 53 anos dedicados á obra de Deus como diácono, músico, aspirante à pastor, Pastor Auxiliar e Pastor Titular. Fundador do Ministério Comunidade Evangélica Paz na Terra, o amado pastor João Eustáquio Filho partiu para os braços do Pai no dia 09 de agosto de 2021 deixando um exemplo de fidelidade ao senhor, paciência e amor pelas almas.

O projeto segue para análise das Comissões Permanentes da Casa de Leis a fim de receber parecer jurídico antes de ser encaminhado ao plenário para discussão e votação.