Neves: testes rápidos contra Covid-19 para profissionais com risco de exposição à doença

28/05/2021 - Por: ASCOM - Iramar Ferreira - MTB.804/MS - Visitas: 835

Compartilhe:

A realização de testes rápidos contra Covid-19, semanalmente, em profissionais com alto risco de exposição ao coronavírus, como: enfermeiros, policiais, professores, garis, motoristas, entre outros, foi sugerida pelo vereador Valter Neves (PSD) à secretária municipal de Saúde, Cláudia Franco Fernandes Souza, com cópia ao prefeito Odilon Ribeiro (PSDB), por meio de Indicação apresentada em plenário.

Conforme justificativa do parlamentar, especialistas afirmam que o Brasil mal começou a reduzir a segunda onda de infecções pelo novo coronavírus e já pode estar às vésperas de ser inundado por uma terceira onda, ainda mais letal, com a chegada do inverno, o ritmo lento de vacinação e o afrouxamento da quarentena.

Outro agravante, segundo revela,  ocorre em razão da chegada da variante indiana, muito mais contagiosa e letal, que têm colocado em alerta os estados do Maranhão, onde já foi detectado casos e Rio Grande do Sul e Paraná, pois já está havendo casos na Argentina, país vizinho.

“A vacinação no Brasil caiu 17% em maio na comparação com abril. Uma das razões foi a paralisação da produção de vacinas por falta de insumos”, observa.

Segundo ele, a produção da CoronaVac foi interrompida em 14 de maio pelo Instituto Butantan, que espera receber novo lote de matéria-prima. Na quinta (20), foi a vez de a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) desligar a linha de montagem da vacina da AstraZeneca, à espera de matéria-prima, com queda de quase 3 milhões de doses por semana nas entregas ao Ministério da Saúde.

Ele disse, que  Aquidauana é a 9ª(nona) cidade com maior número de casos confirmados no Estado, totalizando mais de 4.200 casos e 122 óbitos

“Por isso precisamos prevenir possíveis aumento de contaminação do Covid-19.  Entendemos que a realização dos testes rápidos seria de grande importância, pois detectam determinadas proteínas do vírus e possui sensibilidade pouco menor do que o RT-PCR. A vantagem é que o resultado sai muito mais rápido, em média em até 20 minutos”, comenta.

Diante do quadro lento da vacinação em todo o país, Valter Neves solicita à secretaria, que esteja viabilizando estudos e alternativas para realização dos testes rápidos no município, como forma de prevenção da pandemia.