×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 883
Menu

Câmara de Aquidauana vai debater projeto de Lei que proíbe fogos de artifícios

Durante sessão ordinária da Câmara Municipal de Aquidauana realizada no Plenário Estevão Alves Corrêa na quarta-feira (27.2), o vereador Nilson Pontim (PSDB) presidente da Comissão Permanente de Justiça, Redação e Eficácia Legislativa apresentou projeto de Lei que proíbe a utilização pelo Poder Público Municipal e Partidos Políticos, a queima e a soltura de fogos de estampidos e de artifícios, assim como de quaisquer artefatos pirotécnicos de efeito sonoro ruidoso em eventos públicos.

A Lei se aprovada permite fogos de vista, assim denominados aqueles que produzem efeitos visuais sem estampido, assim como os similares que acarretam barulho de baixa intensidade. A proibição a que se refere esta lei estende-se a todo o Município, em recintos fechados e abertos, áreas públicas, passeatas, carreatas e locais privados. 

A ativista defensora dos animais Jaqueline Negretti considera importante e louvável estes projetos. Segundo ela, o estrondo dos fogos de artifício deixa os animais em pânico e doentes.

O descumprimento ao disposto nessa lei após aprovada acarretará ao infrator a imposição de multa no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), valor este que será dobrado na primeira reincidência e quadruplicado a partir da segunda reincidência, entendendo-se como reincidência o cometimento da mesma infração num período inferior a 30 (trinta) dias. 

Segundo o vereador Nilson Pontim (PSDB) o PL foi apresentado atendendo ao pedido da comunidade. O projeto conta com o apoio de representantes de entidades dos autistas e também atende reivindicação dos defensores e protetores de animais. “Ela diz ter muitos cães que têm até morrido com barulho de rojões soltados em eventos festivos”,  justificou o vereador.

O estampido dos rojões causa problemas não somente aos animais, mas também a idosos e pessoas com deficiências. No seu entender, é possível as pessoas comemorarem algo soltando apenas fogos silenciosos ou luminosos. “Lembro que existe lei no mesmo sentido já em vigor em Londrina, Maringá, Curitiba, São Paulo, Campinas, Ubatuba e outras”, enfatizou o parlamentar. 

Segundo a Presidente da Associação dos familiares de pessoas com transtorno do espectro autista de Aquidauana a maioria dos autistas é acometida de uma grave disfunção sensorial, o que causa hipersensibilidade a sons e ocasionando inúmeros transtornos, além de causar mal a saúde dessas pessoas mais sensíveis aos fatores externos. 

Após lido em plenário, o Projeto de Lei será encaminhado às comissões permanentes para análise e discussão, podendo sofrer alterações através de emendas. Somente após parecer das comissões, o Poder Legislativo deve pautar a discussão e votação em plenário, o que pode ocorre ainda neste primeiro semestre.

 

voltar ao topo

CENTRAL DE ATENDIMENTO

  • Praça Nossa Senhora Imaculada Conceição, 85, Aquidauana-MS
  • Horário de Atendimento - 2ª a 6ª (7 às 13h)
  • Sessão Plenário - Todas as 4ª feiras (8:30h)
  • Email de Contato - ouvidoria@cmaquidauana.ms.gov.br
  • Telefone & Expediente - (67) 3241-4350