Menu

Meireles: Câmara aprova projeto que institui “Lei Maria da Penha vai às Escolas”

Foto: Iramar Ferreira Foto: Iramar Ferreira

O projeto de lei de autoria do vereador Anderson Meireles (PSB), que institui de forma obrigatória o “Programa Maria Penha vai às Escolas, foi  aprovado em dois turnos de discussão e votação em Sessão Legislativa.

A proposta  consiste em ações educativas voltadas ao público escolar, contemplando prioritariamente alunos do ensino fundamental, a partir do 5º e em todas as séries do ensino médio das unidades da rede pública municipal, estadual e particular de ensino no município de Aquidauana.

Conforme justificativa do projeto, cerca de um terço das mulheres em todo o mundo já foram agredidas fisicamente ou sexualmente por um ex ou atual parceiro. A conclusão é de uma revisão de uma série de artigos feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Especialistas também estimam que cerca de 40% das mulheres assassinadas no mundo foram mortas por um parceiro íntimo, e que ser agredida por um parceiro é o tipo mais comum de violência sofrida pelas mulheres. Mais ainda, a violência doméstica é responsável pela morte de cinco mulheres por hora no mundo - mostra a Organização Não Governamental (ONG) ActionAid. 

A informação é resultado de análise do estudo global de crimes das Nações Unidas e indica um número estimado de 119 mulheres assassinadas diariamente por um parceiro ou parente. 

O  Projeto de Lei é uma iniciativa voltada para os alunos e educadores de escolas públicas e particulares de Aquidauana, que tem como objetivo sensibilizar a sociedade sobre a violência doméstica e familiar contra a mulher e ainda mostrar a importância da Lei Maria da Penha

Além  disso,  ajudar a conscientizar os estudantes sobre a necessidade de combater a violência contra a mulher, tudo com vistas à prevenção da Violência Doméstica. 

 “Sabemos que a educação é o melhor meio de prevenção à violência, portanto, o Poder Público deve investir prioritariamente nos jovens em idade escolar, visando neutralizar essas ações violentas. Temos que a Lei 11.340/2006, popularmente conhecida como Lei Maria da Penha, tornou-se o principal instrumento legal para coibir e punir a violência doméstica praticada contra as mulheres no Brasil”, comenta.

 A lei, conforme revela, traz em seu bojo conjunto de normas que visa proteger um bem extremamente importante, qual seja a família. O texto constitucional não deixa dúvida a respeito da proteção à família, senão veja: “Art. 226. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.”

 “Assim, ao levar o debate da violência doméstica e via de consequência o conteúdo da Lei Maria da Penha para as escolas objetiva-se trabalhar a formação de uma nova consciência com os jovens, torná-los cidadão com novos comportamentos e verdadeiros agentes transformadores da realidade”, finaliza.

O projeto segue para o Executivo a fim de ser analisado, sancionado ou vetado pelo prefeito Odilon Ribeiro (PSDB), conforme estabelece a Lei Municipal vigente.

 

 

voltar ao topo

CENTRAL DE ATENDIMENTO

  • Praça Nossa Senhora Imaculada Conceição, 85, Aquidauana-MS
  • Horário de Atendimento - 2ª a 6ª (7 às 13h)
  • Sessão Plenário - Todas as 4ª feiras (8:30h)
  • Email de Contato - ouvidoria@cmaquidauana.ms.gov.br
  • Telefone & Expediente - (67) 3241-4350