Menu

Meireles reivindica pagamento do adicional de insalubridade à equipe do projeto “Abraço” e Creas

foto: Iramar Ferreira foto: Iramar Ferreira

Estudos técnicos e econômicos visando o pagamento do adicional de insalubridade à equipe do Projeto “Abraço” e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social( Creas) foram reivindicados pelo vereador Anderson Meireles (PSB) ao prefeito Odilon Ribeiro (PSDB), com cópia ao secretário municipal de Desenvolvimento Social e Economia Solidária, Marcos Chaves, por meio de Indicação apresentada em Sessão Legislativa.

Conforme explica o parlamentar, esse projeto tem por finalidade prover atenção social e acompanhamento psicossocial aos  adolescentes, jovens e suas famílias em cumprimento de medidas socioeducativas (MSE) em meio aberto determinadas judicialmente. Essas MSE são divididas na modalidade Prestação de Serviço a Comunidade e Liberdade Assistida.

Além disso, o projeto recomenda o cumprimento efetivo das medidas socioeducativas impostas ao adolescente, autor de ato infracional, buscando resgatá-lo e ressocializá-lo  para que não haja reincidência neste tipo de crime e que sua trajetória seja modificada na potencialização de experiências positivas, comportamentos saudáveis e acessos diferenciados do Sistema de Garantia de Direitos.

“ O nível de periculosidade a qual a equipe do projeto está exposta inicia-se no contato com adolescentes que infringem leis, muitas  das vezes, os atos infracionais praticados estão relacionados à violência na forma de: ameaça, porte de arma, lesão corporal (leve a grave), roubo, furto, estupro de vulnerável, tráfico, violência doméstica, tortura, latrocínio, assalto a mão armada, além do uso de drogas”, pontua.

Ele ressalta, que o contato com esse público não se restringe ao atendimento psicossocial dentro da sede do projeto, mas também no âmbito externo, como: visita domiciliar, acompanhamento dos encaminhamentos para o Sistema de Garantia de Direitos, palestras, trabalho em grupo, etc. 

 “A equipe do Projeto Abraço é composta de coordenação, assistente social, psicóloga e orientadora social. O espaço físico e equipe de suporte (Auxiliar Administrativo e Auxiliar de Serviços Gerais) é dividido com o Creas”, completa.

Meireles espera, portanto, que a sua proposta seja analisada com carinho pelo Executivo Municipal a fim de atender o interesse desse segmento da comunidade aquidauanense.

 

voltar ao topo

CENTRAL DE ATENDIMENTO

  • Praça Nossa Senhora Imaculada Conceição, 85, Aquidauana-MS
  • Horário de Atendimento - 2ª a 6ª (8 às 12h)
  • Sessão Plenário - Todas as 4ª feiras (8:30h)
  • Email de Contato - ouvidoria@cmaquidauana.ms.gov.br
  • Telefone & Expediente - (67) 3241-4350