Prefeitura retém empréstimo consignado de servidores desde 2010

08/06/2013 - Por: ASCOM - Iramar Ferreira - MTB.804/MS - Visitas: 216

Compartilhe:

O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou inquérito civil para apurar as denúncias de retenção indevida de empréstimo consignado dos funcionários pelo município, desde 2010.

A denúncia foi feita pelo vereador Wezer Lucarelli (PDT), em Sessão Ordinária da Câmara Municipal, onde  pediu à  diretoria do Simprecam (Sindicato dos Trabalhadores da Prefeitura de Aquidauana) que tomasse medidas de “cunho coletivo”, tendo em vista  que alguns servidores foram inscritos no Serasa pela Caixa  Econômica Federal (CEF) por falta de pagamento das parcelas e outros vêm recebendo cartas de cobrança pelo mesmo motivo.

Ele disse que, como advogado, recebeu em seu escritório a visita de um funcionário público municipal, que vem sendo  notificado pela instituição financeira  desde de  dezembro passado até  abril desse ano.

Contudo, o vereador informou que saíram as sentenças judiciais com indenização de R$  2 mil para cada servidor. No entanto, mesmo com a liminar concedida pelo Judiciário, o município continua retendo o consignado descontado, mensalmente, em folha, porém, não é feito o repasse automático à CEF.

“Estão [os funcionários] cobrando multas, que por dia gera R$ 1 mil”, informou o parlamentar  durante a sessão passada (04) em que esteve presente o presidente da entidade sindical, Ênio Penájo Góes, para  falar sobre a nova tabela salarial da classe que será apresentada ao Executivo.