×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 880
Menu

Ata de Fundação

Aos quinze dias do mês de agosto de um mil oitocentos e noventa e dois reunidos a convite do cidadão Teodoro Rondon, nessa margem do Rio Aquidauana, lugar denominado São João, sob uma sobra de uma frondosa árvore, apelidado por alguns por Passos de Acury, o mesmo Rondon em breve a locução expôs aos presentes abaixo assinados que o fim da reunião para o qual os havia convidados, ora assentar a fundação do povoado em projeto, para cujo fim foi por ele feito a aquisição do terreno por compra do cidadão João Dias Cordeiro por meio da subscrição que conheceis, pelo que convida as pessoas presentes a apresentar os planos de fundação a fim de ser discutido, o final adotado para o inicio de sua execução.

Por sua vez sugere a ideia da criação de uma diretoria composta de cinco membros a qual são conferidos poderes para superintenderem sob todos os aspectos do interesse do futuro povoado, devendo a dita Diretoria ser formada por meio de uma eleição, e que unanimente aprovado, procedeu-se a eleição obtendo maioria de votos na ordem em que vão colocando os senhores Theodoro Rondon, Augusto Mascarenhas, Estevão Alves Corrêa, João de Almeida Castro e Manoel Antonio Paes de Barros.

Em seguida tratar-se da denominação que se deveria dar ao novo povoado, ficando assentado que seria “Aquidauana” sob a invocação de Nossa Senhora da Conceição. Passar-se a discutir sobre o local em que se deveriam iniciar as construções das casas dos primeiros moradores, e surgindo algumas divergências, sendo alguns de opinião que se escolhesse um lugar abaixo da cabeceira em terreno da Fazenda Buriti de propriedade do cidadão Felipe Pereira Mendes que pôs a disposição dos fundadores a título gratuito uma determinada área por entenderem que a cachoeira constituía um sério obstáculo ao acesso das embarcações ao porto destinado a povoado.

Foi então resolvido que se designasse uma comissão para fazer um reconhecimento até a cachoeira e opinar sobre se de fato existia tal obstáculo sendo cometida esta diligência aos cidadãos Theodoro Rondon e Felipe Pereira Mendes (pois a canoa única de que dispomos não comporta mais que duas pessoas) que imediatamente se dirigiram àquela cachoeira que examinada e sondada, acharam que não havia obstáculos, apenas dificultava a navegação naquele ponto, enquanto não se possa abrir ou antes alargar o canal obstruído por algumas pedras, dado este parecer pela referida comissão e sendo por todos os presentes bem acolhida, os membros, senhores Augusto Mascarenhas, Estevão Alves Corrêa e João de Almeida Castro, se incumbiram de escolher o local para o inicio das construções entre os Córregos João Dias e Guanandy que limitam o povoado e depois de percorrerem a costa do rio, opinaram que o local deve ser o mesmo em que se faz a reunião pelos excelentes condições do terreno e principalmente dos portos, quer nesta quer na outra margem do rio.

Preenchidos assim os fins da presente reunião se lavra a presente ata que depois de lida e por todos aprovada é assinada, em seguida dissolvida a reunião.

Theodoro Rondon, Augusto Mascarenhas, Estevão Alves Corrêa, João de Almeida Castro, Manoel Antonio Paes de Barros, Antonio de Almeida Castro, Mamede Cordeiro de Farias, Felipe Pereira Mendes, Otaviano Mascarenhas, José Ruiz Benfica, Marcolino Pires de Albuquerque, Antonio Pinto de Arruda, José Fialho, João Bonifácio da Costa Faria, João Pereira Figueró, João Batista da Fonseca e Moraes, João Dias Cordeiro, José Alves Ribeiro, Honório Simões Pires, Emidio Ramos N. Flor, Antonio Xavier Castelo, Cypriano Rondon, João Gomes da Silva, Manoel de Castro e Pinto, Deocleciano Mascarenhas, Hupólito de Moraes Jardim, Antonio Ragalzzi, Antonio Francisco Toledo, Anacleto Rodrigues, Francisco Cheferrino Nicens, Francisco João da Luz, João Pinto, Joaquim de Carvalho, Florêncio Maná, Manoel José Pinto, Manoel de Souza, Hypólito da Fonseca e Moraes, Antonio Barroso de Castro e Manoel dos Santos Cabral.

voltar ao topo

CENTRAL DE ATENDIMENTO

  • Praça Nossa Senhora Imaculada Conceição, 85, Aquidauana-MS
  • Horário de Atendimento - 2ª a 6ª (8 às 12h)
  • Sessão Plenário - Todas as 4ª feiras (8:30h)
  • Email de Contato - ouvidoria@cmaquidauana.ms.gov.br
  • Telefone & Expediente - (67) 3241-4350